Bravo!Trader

Para Investidores e Empreendedores

A produção de minério de ferro reportada pela mineradora anglo-australiana BHP ficou estável no terceiro trimestre fiscal de 2021 (encerrado em março), em 59,9 milhões de toneladas, ante o mesmo intervalo do ano passado.

Já a produção de petróleo avançou 1% no período, para 25,4 milhões de barris equivalentes (boe).

A produção de cobre caiu 8%, para 391 mil toneladas, e a de níquel também recuou 2%, para 20,4 mil toneladas no mesmo intervalo de comparação.

Projeções

Em comunicado sobre os resultados, a companhia também mencionou projeções para o ano. As estimativas de produção de petróleo, entre 95 milhões e 102 milhões de barris, e de minério de ferro, entre 245 milhões de toneladas e 255 milhões de toneladas, permanecem inalteradas.

A projeção para a produção do cobre, por outro lado, aumentou de 1,51 milhão a 1,645 milhão de toneladas, para 1,535 milhão a 1,66 milhão toneladas. Os números refletem, segundo a companhia, o desempenho mais forte do que o esperado da mina Escondida, no Chile.

Já a projeção para o carvão metalúrgico, que era entre 40 milhões de toneladas e 44 milhões de toneladas, foi reduzida para um montante entre 39 milhões e 41 milhões, como resultado de impactos significativos do clima úmido durante os trimestres de dezembro de 2020 e março de 2021.

O diretor-presidente da companhia, Mike Henry, afirmou que a companhia está executando de forma “confiável” os principais projetos, trazendo novos suprimentos em cobre, petróleo e minério de ferro.

Ainda segundo o executivo, a Spence Growth Option e a Samarco, em que a companhia é sócia da Vale, estão em “ramp up” (avanço) e a West Barracouta iniciou a produção neste mês.