Bravo!Trader

Para Investidores e Empreendedores

Zhang Yiming deixará o cargo de executivo-chefe da ByteDance, proprietária da TikTok, deixando a tarefa de navegar a Big Tech através de um número crescente de regulamentações pelo mundo para o seu ex-colega de quarto da faculdade e atual chefe de recursos humanos, Liang Rubo.

Em um memorando de funcionários nesta quinta-feira (20), Zhang disse que a mudança permitirá que ele tenha “um impacto maior em iniciativas de longo prazo”.

Ele assumirá, no fina do ano, uma posição-chave na área estratégica, disse a ByteDance.

A maior mudança na gestão da ByteDance desde seu lançamento em 2012 ocorre menos de um mês depois que seu diretor financeiro, Shouzi Chew, se tornou CEO do TikTok, aplicativos de vídeo que é o carro-chefe da companhia.

Isso ocorre em um momento no qual os reguladores chineses aumentam o escrutínio das maiores empresas de tecnologia do país. Em abril, eles aplicaram uma multa de US$ 2,8 bilhões ao gigante do comércio eletrônico Alibaba por práticas anticompetitivas e, no ano passado, suspenderam a oferta pública inicial do Ant Group, afiliada da fintech. Reguladores antitruste também disseram à Tencent, gigante dos videogames, que estão se preparando para multá-la em até US$ 1,55 bilhão.

Zhang, que transformou o ByteDance em uma força da mídia social, disse não ser uma pessoa social e não ter as habilidades de um líder ideal. Ele também culpou os desafios do dia a dia de um CEO como um obstáculo à pesquisa e inovação.

Zhang detém de 20% a 30% da ByteDance e mais de 50% dos direitos de voto. Ele não mencionou se abriria mão de seus direitos de voto.

A ByteDance, que emprega mais de 100.000 pessoas em todo o mundo, e estava se preparando para uma oferta pública inicial (IPO) muito esperada neste ano, mas interrompeu os planos em abril.